Quando falamos em capacitação e qualificação, muitas vezes, acabamos confundindo os termos e os definindo como sinônimos. Apesar de terem certa semelhança, é importante esclarecer que os dois possuem significados distintos e que, ao se tratar de uma equipe ou profissional, têm um contexto diferente.
Mesmo com as suas diferenças, os dois termos se complementam, quando falamos da formação e da potencialização de um profissional. Os dois conceitos são essenciais para os candidatos que estão em busca de novas oportunidades.

Qualificação – o que é?
Ao falarmos da qualificação de um profissional, estamos nos referindo a sua formação. Ou seja, todas as atividades que foram necessárias para ele obter os conhecimentos e as habilidades para exercer a profissão escolhida. Neste conjunto estão inclusos a escolaridade (técnico, graduação e pós-graduação), os cursos de formação realizados e as experiências profissionais. No currículo, mais especificamente, a qualificação está representada pela graduação e os cursos que foram feitos pelo profissional até então.
A qualificação é importante, pois ela confere a base. Sua finalidade é a aquisição dos conhecimentos teóricos. Contudo, ela não é a formação completa e não representa a especialização que os profissionais precisam no atual mercado de trabalho, que está cada vez mais exigente.

Capacitação – o que é?
Já a capacitação tem um foco diferente. Ela permite, àquele que já é qualificado, se preparar para lidar com os desafios e os diferentes contextos da sua área de atuação de maneira eficiente e assertiva. O profissional passa a conseguir resolver problemas, oferecer alternativas de melhoria e criar um ambiente adequado.
Capacitar é fornecer autonomia aos profissionais, possibilitando a criação da autoconfiança. Com isso, além de possuir conhecimentos e experiências na área tecnicamente, o profissional é capaz de desenvolver novas habilidades e aprimorar outras, como liderança, comunicação e relacionamento interpessoal.

Capacitação e Qualificação
Sendo assim, é necessário estar qualificado e capacitado para conseguir encarar determinados desafios profissionais. A união das duas permite o desenvolvimento de soluções e talentos, além de possibilitar lidar com problemas e criar oportunidades. Portanto, podemos afirmar que a qualificação fornece a base ao profissional para que ele se forme, esteja apto ao trabalho, enquanto que a capacitação aprimora seu crescimento contínuo, focado nas suas habilidades e capacidades técnicas, emocionais e comportamentais.

Deixe um comentário